sexta-feira, 28 de dezembro de 2007

Explorando os móveis de escritório













Texto: Ronaldo Duschenes
Fotos: poltrona tecno (tok&stok) e aeron (forma)




Você está confortável na sua mesa e cadeira de trabalho? Já ousou mexer nos mecanismos da sua cadeira? Quando pensamos em móveis de escritório, muitas vezes vem à cabeça a imagem sólida, imóvel e compacta da mesa-e-cadeira. Pois saiba que nós, designers, fazemos questão de que você experimente, por exemplo, sua cadeira, e descubra as várias adaptações que ela permite fazer (como ajuste lombar, de altura, inclinação do assento, apoio cervical, etc.). No que depender da gente, você nem vai sentir as tantas horas de trabalho.

Quando um bom móvel de escritório é criado e projetado, ele deve responder a vários quesitos fundamentais. Design, ergonomia e usabilidade são alguns deles. Isso significa facilitar a compreensão do seu uso e aproveitá-lo em seu potencial (usabilidade), além de oferecer mais conforto para trabalhar (ergonomia). Tudo isso ainda sem deixar com que a peça também seja bonita e agradável aos olhos, onde entra o design.

Para ficar mais claro, vamos por etapas:

Você sabe mexer nisso?

Usabilidade é um termo ainda pouco difundido mas extremamente importante quando falamos em objetos de uso diário. De que adianta ter o celular mais high-tech, o microondas mais potente ou a cadeira de “chefe” mais cheia de recursos, se você não consegue utilizar nem 1/5 do que eles lhe oferecem? É tanto botão, apetrecho e liga e desliga que fica até confuso. Por isso, e especialmente no caso dos móveis de escritório, eles devem ser acima de tudo, usáveis. Então, coragem, pode começar a testar a sua cadeira, pra começo de conversa.

Ergonomia é essencial

Somada à usabilidade, e também fazendo parte dela, está a ergonomia. Ergonomia, segundo a definição mais técnica, é a “qualidade de adaptação de um dispositivo a seu operador e a tarefa que ele realiza”. Para simplificar, podemos dizer que a ergonomia está na origem da usabilidade, porque quanto mais adaptado o mobiliário de escritório for a seu usuário, maior será a eficácia. E o conforto, claro.

Dupla imbatível

Quando a ergonomia e a usabilidade se encontram em um sistema de trabalho, o usuário ganha mais tempo, produz com mais qualidade e viabiliza sua realização. Ou seja, a dupla usabilidade+ergonomia serve para obtermos outra dupla fundamental: eficiência+satisfação.

Ronaldo Duschenes é arquiteto e designer. Formou-se em arquitetura, na FAU/USP, em 1967. Em 1981, Ronaldo mudou-se para Curitiba, abrindo sua fábrica de móveis para escritório, a Flexiv, em 1985. Hoje, além de ser o principal executivo da Flexiv, Ronaldo Duschenes também é conselheiro na
 ABIMÓVEL (Associação Brasileira das Indústrias do Mobiliário), ex-presidente e atual vice-presidente do SIMOV (Sindicato das Indústrias Marceneiras do Estado do Paraná), membro da atual diretoria da FIEP (Federação das Indústrias do Estado do Paraná), conselheiro da Unindus (Universidade da Indústria) e também conselheiro do IBQP (Instituto Brasileiro da Qualidade e Produtividade).

Fonte: Portal DesignBrasil - www.designbrasil.org.br

Um comentário:

Lucas disse...

Pessoal achei uma barganha!!



Tem aquelas cadeiras para escritorio ergonomicas do site www.idepot.com.br, são da flexform, uma marca tão boa quanto ou melhor que a giroflex ou alberflex, melhor que a aeron, que é importada e neste site custam super barato, se vc pedir orçamento eles dão super descontos além do preço do site até 40% barganhe. Comprei uma cadeira bacana com todas regulagens por R$250,00 com frete gratis e em 4x sem juros.

Eu acho que foi um bom negócio.

A um ano uma similar de uma marca chamada Marelli móveis para escritório,ela quebrou em 6 meses,e a garantia não cobria.Na alberflex a garantia era de 12 meses, também não vou arriscar denovo. Né

Consegui 5 anos de garantia com a Flexform.