quinta-feira, 31 de janeiro de 2008

"Jovens Mineiros" chegam a Torino

Os primeiros dias em Torino, na Itália, transcorreram com entusiasmo para a primeira turma do programa "Jovens Mineiros - Cidadãos do Mundo", promovido pelo Governo de Minas e coordenado pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sede) e a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sectes). Os alunos do curso de Design de Produto, Gráfico e Ambientes da Universidade do Estado de Minas Gerais (Uemg), chegaram e encontram-se alojados no Politécnico (Polito).

Para o professor de Design da UEMG, Romeu Dâmaso, que acompanha os jovens na viagem, eles sentiram um grande impacto na chegada ao Polito. "O que mais nos diferencia é a organização de uma instituição que é referência na União Européia", afirmou. As aulas são administradas em cinco módulos, sendo que os estudantes já concluíram o módulo de Virtualidade. Os alunos terão ainda um longo caminho a percorrer. O segundo módulo, já iniciado, traz como tema central os Materiais. Os estudantes serão submetidos, ainda, aos módulos de Design e Território, além de um Workshop e visitas técnicas ao Centro de Pesquisas da Fiat (CRF) e a empresas e Arranjos Produtivos Locais (APLs), organizadas pelo Polito.


Ademais, em conjunto com o Centro Minas Design (CMD), Uemg e a Fundação Centro Tecnológico de Minas Gerais (Cetec), pretende-se implantar um banco de dados (Materioteca) com transferência de tecnologias e informações de materiais da expertise do Polito para utilização no âmbito do design em Minas Gerais.


O Politécnico de Torino nasceu na metade do século XIX com a fusão da Escola de Aplicação para os Engenheiros e o Museu Industrial Italiano, que ao longo dos anos se tornou uma das melhores universidades em design do mundo. De acordo com Dâmaso, o Polito é uma constante aula de história da arte, da arquitetura, do design, e o choque cultural se dá exatamente no confronto diário entre os dois mundos.


O programa "Jovens Mineiros - Cidadãos do Mundo", em Torino, tem previsão até 29 de fevereiro e conta com o apoio dos grupos Fiat, Sada e Varig.


fonte: www.minasdesign.mg.gov.br

Um comentário:

Sérgio J. disse...

O professor italiano Sr. Bistanino que aparece nessa foto é a pessoa de menos esclúpulos que conheço no mundo. Foi meu professor em um mestrado que comecei no POLITO, acabei por desistir do curso por causa dele, devido as constantes humilhação que me fazia sofrer em sala de aula somente pelo fato de eu ser um estrangeiro estudando em sua instituição. Durante suas aulas fazia sempre comentários depreciativos sobre o Brasil, como se aqui no Brasil só produzissemos caipirinha, feijoada e carros para os italianos. Falava coisas bestiais, por exemplo, a Bahia fica na linha do equador, e que a Fiat so se instalou no Brasil por causa da mão-de-obra barata mesmo sem que nenhum dos funcionários tinha capacidade para produzir na mesma qualidade italiana. Sabemos que os carros da Fiat são conhecidos justamente pela ausência de uma boa qualidade.
Não acho que o POLITO seja excelência em Design no mundo, eles teêm muita fama em design na Italia, não tiro esse mérito, mas a instituição POLITO não tem uma grade de disciplinas muito boa. Ha outras istituçÕes na Itália que oferecem cursos gratuítos que são muito melhor conceituada.
Sou designer de móveis no Brasil, trabalho com isso ha 7 anos no Brasil, tenho trabalhos reconhecidos e premiados aqui. No polito eu senti realmente a verdadeira aversão que os italianos tem a estrangeiros e falta de conhecimento a respeito do mundo e do Brasil.